Acessibilidade predial: como garantir o suporte com segurança contra os riscos da crise?

Acessibilidade 05/08/2020
Acessibilidade predial: como garantir o suporte com segurança contra os riscos da crise?

Garantir acessibilidade predial em edifícios novos e antigos é garantir mais respeito e segurança para pessoas com deficiência, sejam moradores ou visitantes

Você sabia que a acessibilidade predial é uma exigência, desde de 2020, para todos os empreendimentos em território nacional? A Lei Brasileira de Inclusão (LBI) estabelece os parâmetros para que os edifícios novos e antigos adequem suas estruturas para garantir mais acessibilidade e segurança para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. E no post de hoje, aqui no blog da Wat, você confere quais são os principais pontos de atenção. Continue a leitura!

O que precisa ser adequado em prol da acessibilidade predial?

  • Em prédios antigos, construídos em uma época onde a acessibilidade predial não era uma preocupação de todos, é fundamental que as adequações necessárias ocorram a partir de uma visita técnica. Empresas e profissionais responsáveis podem validar a possibilidade ou não de obras, considerando a estrutura do prédio.
  • Algumas das principais medidas que podem ser adotadas é a substituição de escadas por rampas em algumas áreas, como na entrada do prédio, na área de piscinas e jogos, nos salões do prédio e outras áreas de uso comum. São obras prioritárias.
  • Vagas na garagem também devem ser revistas para atender aos parâmetros da Lei Brasileira de Inclusão. As vagas devem ser sinalizadas adequadamente e posicionadas próximas a portas de saída do estacionamento.
  • Elevadores: muitos prédios antigos não possuem elevadores, principalmente edifícios construídos antes dos anos 1990 e que possuem poucos andares. Mesmo estes, todavia, precisam de elevadores 100% preparados para receber pessoas com deficiência.
  • Pisos táteis: os prédios antigos precisam adotar piso tátil de alerta e piso tátil direcional nas áreas comuns, como na recepção, corredores principais e áreas de lazer.
  • Escadas acessíveis: outro item de grande importância! As escadas antigas devem passar por reforma, com a instalação de faixas de sinalização nos degraus e utilização de placas de braile no corrimão e anel tátil de alumínio.
  • Linha braile: por falar em placas de braile, outra medida de acessibilidade predial que você como administrador / síndico pode adotar é a instalação de placas de braile em elevadores, interfones, banheiros de uso comum, áreas de lazer e outras áreas.
  • Banheiros acessíveis: devem apresentar itens de acessibilidade especiais, como barras de apoio, torneiras acessíveis e alarme PcD.
  • Portas no condomínio: assim como acontece com a inexistência de elevadores em prédios antigos, muitos deles também podem apresentar portas de acesso construídas com medidas inadequadas. O ideal é que tenham, no mínimo, 80 centímetros de largura.
  • Corredores livres: outro aspecto que merece atenção redobrada em prédios antigos e também em novos projetos. Os corredores do edifício não podem apresentar obstáculos que possam prejudicar a locomoção de pessoas com deficiência. O ideal é evitar o uso de mesas, cadeiras, vasos, lixeiras e outros itens que podem criar barreiras durante um trajeto.

Soluções em acessibilidade é com a Wat!

Não perca mais tempo procurando na internet ou no comércio de rua por piso tátil, corrimão, placa em braile ou mesmo itens de banheiros acessíveis para o seu condomínio antigo ou novo. Fale com um dos nossos especialistas e descubra os preços e condições incríveis para comprar o que precisa, na quantidade exata, e sem se preocupar com a qualidade de cada solução. A Wat tem o que você procura!

(11) 94720-5606

Fale por Whatsapp

Skip to content